terça-feira, 29 de outubro de 2019

Homem tem mal súbito e morre durante vaquejada no RN; evento continua e corpo só é recolhido após 6 horas



O corpo de um homem de 55 anos que teve um mal súbito e morreu durante uma vaquejada só foi recolhido quase seis horas depois. E enquanto o instituto legal não chegava ao local, o evento continuou, com o corpo na arquibancada. O caso aconteceu na tarde do domingo (27) no município de Santo Antônio, distante cerca de 60 quilômetros de Natal.

Gilson Rodrigues da Silva assistia a vaquejada no Parque Arapuá, por volta 13h30, quando teve um mal súbito e morreu. Ao perceberem a morte, as pessoas acionaram a Polícia Civil, mas o evento continuou normalmente.

O Instituto Técnico-Científico de Perícia foi acionado para recolher o corpo, mas chegou ao local às 19h13. Durante as quase seis horas, o corpo ficou na arquibancada do parque de vaquejada, dividindo espaço com os espectadores do evento.

Em nota, o Itep informou que só foi acionado às 17h, quando a ocorrência foi registrada no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Já a Polícia Civil informou que a equipe de Plantão comunicou o fato ao Ciosp às 15h, mas nesse horário já havia registro da morte no sistema.

Já o proprietário do parque Arapuá disse que o evento continuou porque não houve nenhum acidente ou morte violenta.

G1 RN


Relacionadas

Homem tem mal súbito e morre durante vaquejada no RN; evento continua e corpo só é recolhido após 6 horas
4/ 5
Oleh

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial