sábado, 31 de agosto de 2019

Menina de 13 anos foi esfaqueada ao tentar impedir morte da mãe na PB, diz delegado



Durante depoimento prestado na delegacia de Polícia Civil, após se apresentar com um advogado, o homem suspeito de matar a ex-esposa e esfaquear a filha dela de 13 anos de idade, na cidade de Condado, no Sertão paraibano, confessou a autoria do crime. Segundo a Polícia Civil, ele alegou que foi atacado primeiro pela esposa e depois passou a esfaqueá-la. O suspeito também disse ao delegado que esfaqueou a adolescente após ela tentar salvar a mãe.

As informações foram divulgadas pelo delegado de Polícia Civil, George Wellington na manhã desta terça-feira (30). O suspeito Jubertândio Soares de Melo, de 39 anos, se entregou à polícia no fim da tarde desta quinta-feira (29). Ele prestou depoimento e na manhã desta sexta-feira passou por audiência. A justiça, que já havia decretado a prisão preventiva dele, manteve a decisão.

A Polícia Civil destacou que o depoimento da adolescente de 13 anos será fundamental pra elucidar o caso. A menina levou quatro facadas, teve o pulmão perfurado e os pulsos quebrados. Ela foi socorrida e internada em estado grave no Hospital Regional de Patos. Depois, foi transferida para o Hospital Infantil de Patos e passou por cirurgia. Segundo a unidade de saúde, no fim da manhã desta sexta-feira a adolescente estava em observação pós-cirurgia, mas em boa recuperação.

Segundo o delegado, no depoimento, Jubertândio disse que veio do estado de São Paulo para Paraíba, mas não tinha intenção de matar a ex-esposa, Juberlúcia Oliveira da Silva, 30 anos. “Ele disse que bebeu antes e quando tentou entrar na casa, a ex-esposa não quis abrir a porta. Ele então abriu a porta com pesadas”, contou o delegado.

A versão dele
O delegado também contou que o suspeito alegou em sua defesa que foi atacado pela ex-esposa. “Na versão dele, ele disse que quando entrou na casa a ex-esposa pegou uma faca e desferiu golpes contra ele. Juberlândio disse que depois disso imobilizou a mulher e no momento acabou agindo por impulso e a esfaqueou”, disse o delegado.

Ataque contra adolescente
Ainda segundo a Polícia Civil, ao ser questionado sobre por que ter esfaqueado também a menina de 13 anos, “ele disse que quando começou a esfaquear a ex-esposa, a filha dela tentou impedir e por isso ele também desferiu golpes contra ela”, detalhou George Wellington. Todo o crime também foi presenciado por um menino de 5 anos de idade, filho da vítima. O delegado que atendeu o caso disse que cena do crime era "macabra".

Prisão decretada

Apesar do depoimento e da alegação de defesa pessoal, a Polícia Civil já havia pedido a prisão preventiva do suspeito. Ele se apresentou após 24 horas do crime. “Ele acreditou que havia livrado o prazo de prisão em flagrante, mas já havia a representação”, explicou o delegado.

G1 PB

Relacionadas

Menina de 13 anos foi esfaqueada ao tentar impedir morte da mãe na PB, diz delegado
4/ 5
Oleh

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial