sexta-feira, 26 de julho de 2019

Presos suspeitos de tentar matar entregador de pizza em João Pessoa


Dois homens  foram presos pela Polícia Civil  na desta sexta-feira (26) suspeitos de tentativa de latrocínio. Felipe Ricardo Madruga Machado, mais conhecido como “Gordinho”, e Roberto Sizino da Luiz, o ” Beto”, foram presos por equipes da Delegacia de Crimes Contra Patrimônio de João Pessoa (DCCPat). 
Segundo o delegado Braz Moroni, titular da DCCPat, as ordens foram decretadas pela justiça após investigações policiais apontarem indícios da participação dos dois no crime.   
O delegado acrescenta que a tentativa de latrocínio ocorreu no dia 20 de novembro do ano passado. Os dois homens pediram uma pizza por telefone e quando o motoboy Ednaldo dos Santos chegou ao local indicado, para entregar o produto, foi recebido com uma arma de fogo. O crime ocorreu no bairro da Torre, em João Pessoa. 
” Felipe, portando uma pistola,  anunciou o assalto, tomando a motocicleta da vítima. Mesmo após a entrega o veículo, de forma covarde, Felipe apontou a arma de fogo em direção a cabeça da vítima e pressionou o gatilho, porém houve uma pane no armamento”, destacou o delegado. 
Ao verificar que a pistola apresentou defeito, ” Beto”  sacou de sua cintura uma faca e desferiu alguns golpes na região do abdômen da vítima. 
Após praticar os golpes contra o motoboy, os dois suspeitos fugiram de posse da motocicleta da vítima. 
Ednaldo conseguiu sobreviver porque foi socorrido por populares.
Ao ser informada sobre o fato, a polícia iniciou as investigações e descobriu que Felipe estava envolvido no crime. “Ele já possui antecedentes criminais e, inclusive, foi preso anteriormente pela própria DCCPat por crimes de assaltos” , salientou o delegado. 
“Beto” foi localizado na Avenida Epitácio Pessoa, em João Pessoa, e Felipe foi encontrado internado no Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena. 
O delegado explicou que Felipe está internado e recebendo tratamento porque  foi vítima de golpes de facadas, durante uma briga ocorrida recentemente e sem nenhuma relação com a tentativa de latrocínio ocorrida em novembro.
Por ironia do destino, ele foi vítima das mesmas agressões praticadas contra a vítima . Foi cumprido o mandado de prisão no hospital. Ele será custodiado ate receber alta para, depois ser interrogado, apresentado à justiça e encaminhado para um presídio “, declarou Braz Moroni.
Portal do Litoral 


Relacionadas

Presos suspeitos de tentar matar entregador de pizza em João Pessoa
4/ 5
Oleh

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial