domingo, 31 de maio de 2020

Jovem morre em acidente enquanto corria para se reconciliar com companheira



Um jovem de 23 anos morreu na manhã deste domingo (31) na PB-075 após colidir com um poste, próximo ao distrito de Canafístula em Alagoa Grande. De acordo com familiares, o jovem saiu da cidade de Alagoinha para se reconciliar com a companheira.

A vítima perdeu o controle da motocicleta que pilotava e bateu em um poste. O equipamento caiu com a violência do impacto.

De acordo com o sargento Assis, quando a polícia chegou ao local o jovem já estava em óbito confirmado pelo médico Dr. George do Samu.

O jovem era natural de Mulungu e de acordo com familiares ele estaria separado da companheira que pediu para ele ir buscá-la neste domingo para tentarem uma reconciliação. A família também informou que ele não consumia bebida alcoólica.

Paraiba.com.br



Ponto de tráfico é desarticulado em Mangabeira e Polícia apreende quase 30 tabletes de drogas


A Polícia Militar desarticulou mais um ponto de tráfico e apreendeu 29 tabletes de drogas, nesse sábado (30), na Comunidade Iraque no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, durante a Operação Cidade Segura. Os entorpecentes podem pesar cerca de 30 quilos. Um suspeito que estava foragido do sistema prisional foi preso.

Na casa, os policiais encontraram 29 tabletes de substância com as características da maconha e uma quantidade de cocaína, além de balança de precisão, e dinheiro, provavelmente do tráfico. Segundo os policiais, o suspeito detido no local confessou que é foragido do sistema prisional onde cumpria pena pelo crime de tráfico de drogas, e contra ele há também um mandado em aberto pelo mesmo crime. Ele tem 23 anos de idade.

A ação foi realizada pelos policiais da Companhia de Choque, do Batalhão de Operações Especiais (Bope) que estavam atuando no bairro de Mangabeira. “Fomos informados de um possível local de tráfico, com um fluxo intenso e suspeito de pessoas, em uma região da comunidade do Iraque. Nas diligências, os suspeitos que estavam em uma casa perceberam nossa chegada na área e fugiram, mas um deles foi detido”, explicou o tenente Cassiano, do Choque, que esteve à frente da ação.

Todo o material e o acusado foram conduzidos para a Central de Flagrantes. A ação dos policiais do Bope aconteceu durante a Operação Cidade Segura, que tem intensificado o policiamento em todo o estado.

ClickPB

Servente de pedreiro é assassinado a tiros enquanto trabalhava na Paraíba



O servente de pedreiro Maurício Medeiros Lopes, de 26 anos, foi assassinado a tiros enquanto trabalhava em uma construção na tarde da última sexta-feira (29) na cidade de Itaporanga (PB). O fato ocorreu por volta das 17h no conjunto Miguel Morato.

De acordo com informações policiais, o jovem estava fazendo o serviço no local, quando dois homens chegaram em uma motocicleta e dispararam várias vezes contra ele, em seguida, fugiram por um rumo ignorado. A vítima morreu na hora no local.

A Polícia Militar foi acionada, realizou diligências, mas não conseguiu localizar os autores do homicídio. A área foi isolada, e o corpo removido para o exame pericial em Patos.

Maurício era natural de Diamante, mas residia em Itaporanga. Ele era casado e, segundo populares, irmão de um homem suspeito de cometer assassinato na zona rural do município diamantense neste ano.

Diamante Online



sábado, 30 de maio de 2020

Mulher armada e ameaçando se jogar de flat, entrega arma a polícia após um dia inteiro de negociações


Após mais de 12 horas de negociações chegou ao fim uma situação dramática, iniciada no início da manhã dessa sexta-feira (29), em João Pessoa. A mulher que estava armada e ameaçando suicídio em um flat no final da orla do Cabo Branco, finalmente cedeu e entregou a arma a polícia às 22h15. Ela foi encaminhada para cuidados médicos.

O caso começou ainda pela manhã, por volta das 8h30, quando a Polícia Militar e os bombeiros foram chamados para lidar com a situação. A mulher, que é do Rio de Janeiro, tinha alugado o flat por 30 dias. Ela teria conseguido pegar a arma do companheiro, que é policial rodoviário federal, após uma discussão. As informações são de que ela sofre de depressão.

Policiais e bombeiros chegaram a bloquear a passagem de veículos e pessoas em torno do flat e ficaram negociando com a mulher até o fim da noite, quando ela resolveu entregar a arma.

ClickPB




Após atender ocorrência de homicídio na Grande Natal, policial civil adota cinco filhos da vítima



Cinco de agosto de 2018. O que parecia ser mais um dia comum de plantão na Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) em Natal acabou se tornando um divisor de águas na vida da policial civil Flaviana Bezerra. Foi neste dia, durante as primeiras investigações de um crime, que, mesmo sem saber, ela começava a adotar seus cinco filhos.

Flaviana lembra com clareza daquele 5 de agosto de 2018. Era domingo e a agente acabara de voltar das férias para o trabalho. "Esse foi um dia muito difícil porque meu pai teve uma suspeita de infarto e por causa disso meu irmão também passou mal. Meus colegas queriam que eu não fosse trabalhar para ficar com ele, mas meu pai melhorou e eu fui para o plantão", conta.

Às 22h, Flaviana e uma equipe da DHPP foram acionadas para uma ocorrência em Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal. Um homem havia sido assassinado a tiros na frente dos filhos. Eram três crianças, dois adolescentes e um bebê de 11 meses.

"Quando estávamos na cena do crime apareceu uma mulher dizendo que seis crianças estavam chorando por causa do pai numa casa próxima. Fui até eles com minha equipe e eles estavam com medo, diziam que a gente era do Conselho Tutelar e que iria separá-los", conta. As crianças e adolescentes que viram o pai ser assassinado também perderam a mãe, três anos antes, em 2015. Ela morreu durante uma cirurgia.

Nesse momento, Flaviana começava a se tornar mãe, algo que nunca planejou. Ainda na noite do crime, em agosto de 2018, a policial foi até a casa onde as crianças moravam e se impressionou com o que viu. "Tinha muito lixo na casa e não tinha um grão de comida. Eles trabalhavam catando lixo na rua e estavam passando fome", conta.

Comovidos com a situação, os policiais da DHPP levaram as crianças para a casa de uma tia, que não as recebeu muito bem, segundo Flaviana. "Eles também não poderiam ficar lá porque a tia não tinha condições e por outros motivos. Também não podiam ficar na casa onde moravam porque o assassino do pai poderia morar na região", explica.

Dos seis, cinco são irmãos. O mais novo do grupo tinha 11 meses e era filho da mais velha, que tinha 15 à época. Eles permaneceram na casa da tia por algumas semanas. Flaviana escreveu um texto pedindo doações e divulgou no grupo interno de WhatsApp da Polícia Civil. Com o dinheiro arrecado, a agente comprou alimentos e deixou na casa da tia das crianças.

No entanto, o texto que Flaviana havia compartilhado entre os colegas de profissão vazou do grupo da corporação e as doações aumentaram consideravelmente. O recurso arrecadado daria para pagar o aluguel de uma casa para os seis durante um ano. Flaviana consultou um promotor para tratar juridicamente da possibilidade.

"Eu fiquei com medo quando vi o dinheiro porque ele estava na minha conta pessoal. Por isso consultei o promotor para abrir uma conta para eles, mas ninguém era responsável por eles. Com tudo ok, aluguei a casa para eles e fiz umas compras. Isso tudo com meus amigos da DHPP. Também pedi ajuda do Estado para matricular eles na escola. Uma parente deles veio para morar com eles na casa alugada", diz a policial civil.

Adoção
A essa altura, a policial civil conta que já estava bem envolvida com as crianças e adolescentes, que conheceu em uma cena de crime. "O vínculo afetivo já era muito forte. Eles eram muito inocentes, no dia que o pai morreu eles disseram que antes estavam muito felizes porque tinham comido pizza pela primeira vez. Tinham uma admiração enorme pelo pai, gostavam muito dele", lembra.

A história começa a mudar quando a tia responsável por morar com o grupo na casa alugada resolve sair da cidade. Os meninos e meninas não poderiam ficar sozinhos e seriam levados para um orfanato do estado. "Fiquei preocupada com isso, os mais novos poderiam ser adotados, mas os mais velhos ficariam numa instituição até completar 18 anos. E depois?", relembra Flaviana.

É neste momento em que a policial decide fazer a adoção. "Não é uma escolha fácil. Não é como um cachorrinho que você pega para criar. Eu nunca tive esse sonho tradicional de casar e ter filhos, mas aconteceu e acredito que não foi por acaso. No começo foi mais difícil ainda, mas hoje as crianças são muito minhas e eu sou muito delas. Eles são apaixonados pela minha família e minha família por eles. Foi a adoção familiar completa", diz.

"Você precisa repensar toda uma vida e fazer renúncias. Baladas, distrações, viagens, a gente repensa tudo isso. Mas no fim das contas, isso é mais importante que as crianças? Quando boto no balança fica tão desproporcional. As crianças são muito mais importantes que tudo isso."

Flaviana, que tem 44 anos, oficializou o pedido pela guarda dos filhos em agosto do ano passado. Em novembro saiu a confirmação. Ela conseguiu a guarda de cinco: dois meninos de 2 e 11 anos; e três garotas de 8, 13 e 16 anos de idade. A mais velha do grupo de seis, que atualmente está prestes a fazer 18 anos decidiu morar só.

Isolamento
Vivendo com os cinco filhos em casa, a policial segue trabalhando durante a pandemia do novo coronavírus. Para evitar o contágio pela Covid-19, ela está há quase dois meses mantendo o distanciamento social dos filhos.

"Já fiz um teste que deu negativo, mas o medo é grande de me contaminar e trazer o vírus para dentro de casa. É uma angústia muito grande. Como policial civil não posso parar, mas esperamos que essa pandemia passe o mais rápido possível. Alguns colegas meus já se infectaram e as crianças morrem de medo. Em casa a gente se protege como dá", conta.

Morando em um apartamento em Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal, a agente diz tomar todos os cuidados de prevenção ao voltar para casa e garante que apesar do distanciamento social se aproximou afetivamente dos filhos. A entrevista para esta reportagem, por exemplo, foi interrompida diversas vezes pelos gritos de "mãe" dos filhos.

"Vivemos assim felizes, mesmo com todo o estresse da profissão. Não vejo a hora dessa pandemia passar para poder abraçá-los sem medo. Eles adoram o avô e estão tristes porque não podem encontrar ele nesse momento, mas a gente senta e explica. Acho que isso é ser mãe", conta.

Flaviana Bezerra destaca ainda a importância dos colegas da Polícia Civil durante todo o processo. "A ajuda dos amigos da DHPP foi fundamental, não fiz nada sozinha. Tenho certeza que meus filhos ganharam diversos pais porque meus colegas estão sempre em contato com as crianças", lembra a agente.


Flaviana Bezerra tem 44 anos e trabalha na DHPP da Polícia Civil - 
Foto: Cedida



Bruno Vital - G1 RN






sexta-feira, 29 de maio de 2020

Homem é encontrado morto dentro de carro após procurar atendimento no Hospital Edson Ramalho, em João Pessoa


Um homem foi encontrado morto dentro de um carro próximo ao Hospital Edson Ramalho, em João Pessoa, na manhã desta sexta-feira (29). O caso está sendo investigado pelo delegado da Polícia Civil, Braz Marrone. 
De acordo com o delegado, o homem chegou ao hospital por volta das 23h de quinta-feira (27), reclamando de fortes dores no peito. Ele recebeu uma fita que indicava a ordem de atendimento e foi orientado a ficar aguardando na sala de espera.
Segundo a apuração do delegado, porém, o homem optou por retornar para o carro, que estava estacionado em um ponto de táxi próximo ao hospital.  
Nesta manhã, pessoas que passavam pelo veículo estranharam o homem que aparentemente estava dormindo no carro, mas não reagia. Um médico foi chamado e constatou que ele estava morto.
Nota do Hospital da Polícia Militar General Edson Ramalho acerca do corpo que foi encontrado em um carro na área externa da Instituição:       
Paciente do sexo masculino, 66 anos, deu entrada no hospital por volta das 23h do dia 28 de maio de 2020 na urgência comum do Hospital da Polícia Militar General Edson Ramalho (HPMGER), conforme informações do prontuário, com queixa de dor torácica.
O referido paciente foi atendido pelo médico plantonista, sendo prescrita medicação. Nesse intervalo, após sair do consultório médico, a equipe de enfermagem não mais encontrou o paciente nas dependências do hospital, tendo saído por vontade própria, burlando a segurança da Instituição.
Por volta das 07h da manhã desta sexta-feira (29) um taxista observou um veículo na praça localizada na área externa do HPMGER uma pessoa que aparentava estar dormindo dentro do carro. Após as averiguações, um médico do plantão foi acionado, constatando que o mesmo estava em óbito. 
As autoridades competentes foram acionadas e todo protocolo foi cumprido. 
Até o momento da divulgação desta nota, nenhum parente ou amigo havia sido localizado. 
A direção do HPMGER já determinou a abertura de procedimento para apuração do fato em toda sua extensão e lamenta o falecimento.
Clickpb



Operação apreende nove armas de fogo na Região Metropolitana de João Pessoa


A Operação Cidade Segura apreendeu nove armas de fogo nas cidades de Santa Rita, Alhandra e em João Pessoa, entre 20h30 e 23h30 dessa quinta-feira (28). As atividades de reforço do policiamento, que têm o objetivo de combater vários tipos de crimes, são realizadas pela Polícia Militar e serão intensificadas ainda mais neste último fim de semana de maio.
A primeira e última apreensões da noite aconteceram em Santa Rita. Com um revólver e seis munições, foi preso um suspeito de 19 anos, às 20h30, no bairro de Tibiri. Por volta das 23h30, outro revólver foi apreendido, desta vez com um suspeito de 23 anos, na comunidade do Cadeado. As duas prisões foram efetuadas pela Força Tática do 7º Batalhão.
Na Capital, foram apreendidos um revólver e uma pistola em uma casa, às 20h40, após denúncia recebida pela Força Tática do 5º Batalhão. O dono das armas conseguiu fugir, mas já foi identificado e segue procurado.
As outras armas apreendidas na operação foram cinco espingardas, por volta das 23h, durante rondas na localidade conhecida por “Vázea Cercado”, na cidade de Alhandra. O material foi abandonado por suspeitos que fugiram ao perceberem a aproximação dos policiais do Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb).
Todas as apreensões realizadas na Operação Cidade Segura foram levadas para a Central de Polícia, em João Pessoa.
Ainda na Operação – Três suspeitos, com idades entre 17 e 26 anos foram detidos, na Comunidade Ivo Borges, no Centro de Santa Rita, após serem flagrados com maconha, cocaína e dinheiro, na noite dessa quinta-feira (28). A abordagem foi realizada pelos policiais do 7º Batalhão, que levaram o trio para a Central de Flagrantes.
clickpb

Matheus & Kauan, Roberta Sá e Felipe Araújo fazem lives nesta sexta; confira programação completa


Seguindo as recomendações das autoridades de saúde contra a pandemia do novo coronavírus (covid-19), diversos artistas vem mostrando seus trabalhos com realizações de lives em redes sociais e nas mais diversas plataformas de transmissões de vídeos. 
O Portal ClickPB vem divulgando diariamente cada programação dessas lives, para ajudar o internauta nesta quarentena, e nesta sexta-feira (29), nomes como Filipe Ret, Felipe Araújo, Slipknot, Eric Land, Salgadinho, Daniela Mercury, Roberta Sá, Matheus & Kauan, Uscara e Ela, Ana Gabriela, Rosa de Saron, Tierry dentre outros, realizam suas lives. Confira!
Programação completa das lives desta sexta-feira (29):         
  • 13:00 - Constellation Dreamers (Vimeo)
  • 14:30 - Psytrance Sessions (YouTube)
  • 15:55 - Set a Reminder for we are hear "ON THE AIR" (YouTube)
  • 16:00 - Pribe (YouTube)
  • 17:00 - Plano C (YouTube)
  • 17:00 - Robyssão com Swing do T10 e Bambam (YouTube)
  • 17:00 - Golden Hour Festival (YouTube)
  • 17:00 - Sienna (YouTube)
  • 18:00 - Filipe Ret, Delacruz, Xamã e outros rappers - Festival Rap Contra a Fome (YouTube)
  • 19:00 - PineappleStormTV (YouTube)
  • 19:00 - Ana Gabriela (YouTube)
  • 19:00 - DJ David Gomes (YouTube)
  • 19:00 - Maurício Pereira (YouTube Sesc SP)
  • 19:00 - Tierry (YouTube)
  • 19:00 - Eric Land (YouTube)
  • 19:00 - Sidney Magal (YouTube)
  • 19:00 - Dropkick Murphys (YouTube)
  • 19:00 - Slipknot, Underoath & Code Orange (YouTube)
  • 19:30 - Uscara e Ela (YouTube)
  • 19:30 - Rafael Bittencourt (YouTube)
  • 20:00 - Nani Azevedo (YouTube)
  • 20:00 - Zanna (Instagram)
  • 20:00 - Hub Quintino (YouTube)
  • 20:00 - Seu Pereira e Coletivo 401 (Instagram)
  • 20:00 - Laci Marinho (YouTube)
  • 20:00 - Salgadinho (YouTube)
  • 20:00 - Léo Pain (YouTube)
  • 20:00 - Felipe Araújo (YouTube)
  • 20:00 - Doce Encontro (YouTube)
  • 20:00 - Daniela Mercury (YouTube)
  • 20:00 - Rosa de Saron (YouTube)
  • 20:30 - Adelmario Coelho (YouTube)
  • 21:00 - LiveShow Pink Floyd Cover (YouTube)
  • 21:00 - Steven Tyler (Instagram)
  • 21:00 - Roberta Sá (YouTube)
  • 22:30 - Vini & Lucas (YouTube)
  • 21:30 - Karina Buhr + Max B.O. (culturaemcasa.com.br/)
  • 22:45 - Matheus & Kauan (YouTube) 
ClickPB 

PRF prende dupla com mais de 25 mil maços de cigarro sem comprovação de origem na PB


A apreensão foi feita na madrugada desta sexta-feira (29) durante uma abordagem policial, parte da Operação Tamoio, no Sertão do Estado. A Polícia Rodoviária Federal da Paraíba prendeu dois homens e apreendeu 25.200 maços de cigarro sem comprovação de origem.

Os cigarros estavam em um veículo VW Spacefox. Todas as caixas eram de fabricante nacional, mas estavam com os números de lotes arrancados, prática que visa dificultar a localização da carga.

Os dois homens detidos, um de 36 anos e outro de 25 anos, não souberam explicar como conseguiram a carga. Eles afirmaram que o material sairia de Patos com destino a João Pessoa. Eles foram presos, conduzidos à Polícia Civil e deverão responder por receptação e transporte de carga produto de crime.

De acordo com a PRF, a Operação Tamoio iniciou nesta quinta-feira (28) em todo país com ações qualificadas de enfrentamento ao crime. Para isso, serão reforçadas as fiscalizações com policiamento ostensivo integrado a ações de inteligência.

O nome Tamoio é uma alusão à Confederação do Tamoios que foi uma aliança entre tribos indígenas para coibir a invasão de portugueses. A ação da PRF será uma aliança dos grupos especializados unidos no enfrentamento ao crime nas rodovias federais do país.


Redação com Ascom PRF

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Preso suspeito de matar namorado da ex-companheira



Foi preso nessa quarta-feira (27) o homem de 32 anos suspeito de matar o namorado da ex-comanheira no último domingo (24), em Campina Grande. As informações são da TV Correio, nesta quinta-feira (28).

A delegada Suelane Guimarães, da Delegacia de Homicídios em Campina Grande, informou que foi procurada pelo advogado do suspeito e ele disse que o homem iria se apresentar. Porém, ao chegar à delegacia, o suspeito disse que estava lá para “se entregar”. Segundo a delegada, ele não quis prestar depoimento.

A Polícia Civil pediu a prisão preventiva do homem, o que foi atendido pela Justiça, e ele foi preso na delegacia. O suspeito passou pelo exame de corpo de delito e foi levado para a penitenciária de segurança máxima de Campina Grande, no Serrotão.

A delegada disse ainda que a arma usada no crime não foi encontrada, mas um coldre, que é o estojo onde o revólver é guardado para ser carregado na cintura, foi achado na casa do suspeito e apreendido.

O caso
Um homem de 24 anos foi morto a tiros, na madrugada de domingo (24), na casa da namorada, no bairro do Cruzeiro, na Zona Sul de Campina Grande. O suspeito é o ex-marido da namorada da vítima, que fugiu e só foi preso nssa quarta (27).

O homem teria ido à casa da ex-companheira por volta das 2h para buscar o filho, uma criança, mas não teve autorização da mãe. Ele foi embora, mas voltou armado, teria pulado o muro da casa, aberto uma porta usando uma chave que ainda tinha e atirou em Jonathan Marley Vieira Batista depois de entrar. O jovem morreu no local.

Segundo apuração da TV Correio, a mulher ainda teve a arma apontada na direção dela, mas o suspeito não a matou porque a criança teria entrado na frente do pai. Depois, ele fugiu.

O casal esteve junto por 12 anos e estava separado há nove meses. O rapaz que morreu era casado e tinha dois filhos.

Portal Correio

Picuí tem oitavo caso confirmado de Covid-19



O informe epidemiológico número 39, divulgado na tarde desta quinta-feira (28) pela Secretaria de Saúde de Picuí, informou que foi registrado o oitavo caso da Covid-19 no município.


Ainda de acordo com o boletim, 93 pessoas permanece em quarentena domiciliar com monitoramento, 46 pessoas estão sintomáticas respiratórias, 125 foram descartadas qualquer hipótese de estar com o vírus, e uma pessoa que contraiu a doença já está recuperada.

Blog NP

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Criança de sete anos é vítima de bala perdida


Um homem de 24 anos e uma criança de sete anos foram baleados nesta segunda-feira (26), no bairro Gervázio Maia, em João Pessoa. De acordo com informações da Polícia Militar, a criança foi vítima de bala perdida.

O homem contou que estava perto da escola Raimundo Nonato, no bairro do Gervázio Maia, quando teria reagido a um assalto e, por isso, foi atingido por tiros. No entanto, ninguém que estava no local confirmou a versão e, por isso, ela ainda está sendo investigada.

Já a criança de sete anos estava passando no local quando os tiros foram disparos e foi atingida por uma bala perdida no maxilar.

Os dois foram encaminhados para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O homem recebeu alta na madrugada desta quarta-feira (27) e a criança permanece internada com estado de saúde considerado regular.

G1 PB